Y seguimos...

Minha vida é igual ao fogo do meu novo fogão a lenha da casa nova, igualzito. Tento ter paciência para empilhar os grandes, médios e ínfimos gravetos, ou problemas, dando importância e os acomodando para a coisa andar, dar certo, para o fogo surgir, abraçando e calientando las cosas. Por vezes é difícil demais, a ansiedade atrapalha, a fumaça arde, dói, impede de ver o óbvio. Mas tudo tem jeito. É só arejar a casa, deixar o ar novo entrar, tentar outra vez. Um dia vai. A gente chega lá. Em tudo. E sempre vai ter gente te dizendo como fazer o fogo, seu melhor jeito. Mas nunca dá pra reproduzir igual. A gente pode até contar com ajuda, mas muitas mãos atrapalham, é sentar e, com paciência, colocar a mão na massa e acomodar o fogo.
A vida vai bem, obrigada. Esquentando, e surgindo o fogo aos poucos. ..deixando a lenha molhada de lado, tendo muita paciência e PERSISTÊNCIA a gente acomoda tudo. Uma hora eu conto por aqui, tudo que vem acontecendo... E as fotos por ora mostram meu novo espaço de yoga, meus estudos, meu cachorro e minhas escaladas. Beijos enormes em cada coração, e sejamos gravetos ou lenha forte no fogo de cada um. Namaskar.

Comentários

Miriam Chaudon disse…
Lindo o seu fogo, Alessandra! A vida é assim mesmo, uma hora aprendemos o nosso jeito de fazer o nosso foguinho pegar e esquentar! :)
Alessandra disse…
Saudades, Miriam!
Careli disse…
Bem bacana o post! inspirado. O mais importante não é nem se ascendemos o fogo certo ou errado, mas o que passamos nos caminho para ascendê-lo!

Postagens mais visitadas