Pura Vida (Bagé nos finais de semana)

Morar longe das rochas requer uma boa dose de disposição e disciplina. Conseguir manter uma rotina satisfatória de treinos e escalada, conseguir estar nas montanhas, manter o foco e a motivação, se exercitar, se alimentar direito tudo isso requer tempo e principalmente vontade. Claro que escalar é sempre prazeroso e como, quando e a frequência irá depender do seu objetivo na escalada, mas sempre buscamos o melhor naquilo que gostamos e nos propomos a fazer por isso a necessidade de se estar sempre evoluindo.
Além disso, conseguir priorizar o que é mais importante para nos sentirmos bem, significa qualidade de vida e isso conseguimos com maturidade e com boas escolhas. Abdicar de uma certa rotina e tranquilidade, acordar cedo, arrumar mochilas, comida, fogareiro, equipamentos e cair na estrada com certeza é não só uma escolha como uma necessidade minha e me faz permanecer ativa, viva, calma e feliz. Conciliar outros desejos e projetos, casa, doutorado, trabalho, família, cães com o desprendimento de se desligar uns dois dias por semana é um estilo de vida adquirido e conquistado, mas que vale muito a pena. Cultivar bons sentimentos, afastar o que não faz bem, modificar hábitos de alimentação, incorporar exercícios nos finais de tarde, são escolhas que permeiam quem somos e o que somos e acredito que pouco a pouco, juntos em nossa casa fomos idealizando um estilo de viver e  incorporando-o na nossa vida . Para quem não crê ser possível ter tempo livre, viver de acordo com o que acredita e o que gosta, e ainda se sustentar, estudar, sair, ter casa e família e até cachorros, é possível sim, e muito bom. Vejo muitas pessoas sem tempo para nada e infelizes, priorizando tecnologias, consumo, excessos e reclamando que não conseguem ter tempo para cozinhar, para estar entre os amigos, para caminhar, ir a praia, viajar...O esforço muitas vezes pode ser enorme para se modificar mas mesmo aos poucos traz uma satisfação enorme. 
O final de semana, portanto, foi uma dessas nossas escolhas pra viver melhor. Eu nem acreditava que iríamos dar conta do que tínhamos pra fazer pra sair no sábado para os conglomerados de Bagé, mas na última hora deu tudo certo, mochilas prontas e dois dias de muita escalada, muito treino e muito descanso, na beira do fogo, com um sol e um friozinho muito bom, com cheiro e barulhinho de mato. Vida longa!!!

Omar conquistando uma nova e belíssima linha ao lado da Casa de Pedra com a lua da tarde
Omar 
The road is our home

Lua bonita
...melhor que qualquer hotel cinco estrelas, mesmo que eu nunca tenha estado em um hotel cinco estrelas antes

...bem cansada e com os dedos doloridos, o descanso merecido 

...uma batatinha aí??

A barba de velho ou usnea sp. são líquens formados por
grandes filamentos e são bons indicadores do bom estado de um ecossistema

O friozinho do final de tarde malhando as vias perto da Casa de Pedra

Lua bonita II

...treinar, aquecer, desfrutar...

...começando uma relação enamorada com esses conglomerados...
Uma boa semana a todos e boas escaladas!

Comentários

Careli disse…
Quando me perguntam por que o sacrifício de acordar cedo, porque se aranhar no mato, pegar sol, chegar sujo, a respota é uma só: o pouco que perco com isso é muito pequeno com o muito que ganho!!! conhecer lugares novos, pessoas incríveis, o equilíbrio que a escalada me da por dentro e por fora... não há palavras!!!

um abraço
Alessandra disse…
É isso mesmo, Careli, ganhamos muito! Abraço, boas escaladas e obrigada pela visita ;)

Postagens mais visitadas