Ouro de Mina.

O carnaval não poderia ter sido melhor.
Eu sou uma gaúcha que adoro samba, bagunça, bateria do Salgueiro e tudo mais.
Mas também adoro cheiro de mato, rio, acampamento, amigos e escalada.
Mais uma linha fácil e bonita em Minas do Camaquã (RS) foi aberta, mais um dia de tomar mate ouvindo os contos do Seu Álvaro e mais um dia de escalada com os amigos. Visitar a Guacira, visitar o Berê, andar de slack e tomar banho de rio.
Cheguei hoje de ônibus de Porto Alegre, o dia feio e a xícara de café convidam a relembrar o feriado. 
Fiz mais uma vez a via Melhor Impossível, uma bonita chaminé com alguns marimbondos, mansos, no entanto, dessa vez. Levei uma picada enquanto estava no rio, nada mais. Depois fiz a via Feliz Páscoa. Fiz três vezes. Uma para conhecer. A outra para guiar. E a outra para acompanhar o Mois, o Seco e o Duda para abrir a segunda cordada. Me diverti muito e admiro ainda mais os valentes conquistadores de vias que transbordam de motivação e disposição para estudar, furar, martelar, passar calor, carregar, furar mais um pouquinho e passar mais calor ainda abrindo novos problemas e novas soluções de divertimento para nós reles mortais. O croqui já está disponível e pode ser visualizado por aqui.
Não fiz a chaminé Alea, nem guiei a melhor impossível, nem escalei grande coisa. Passei sim foi calor.
Mas fiz os boulders detrás do acampamento. Subi em top rope na parede do Forte de Caçapava. Fiz slack/water line no rio. Ajudei os guris a conquistarem uma via. Fiz omelete no café da manhã pra todo mundo. E ganhei colinho da minha amiga na barraca. Conheci a bebê da Camila e do Fabrício e suas perninhas fofas e risinho desconfiado. Abracei mais uma vez o Seu Álvaro e a Dona Dalila e soube das notícias de Caçapava pela Guacira com uma cerveja gelada depois da escalada. Apareci mais uma vez nas fotos do meu amigo Berê e fui mais uma viagem servindo mate pro Duda dirigir na volta. Mais maravilhoso que escalar é viver tudo isso para escalar.

Vanessa e Floriane, meninas fortes e motivadas, tenho sempre muito o que aprender com elas.
Eu e o Duda
...minha preguiça e calor habitual
O Gustavo é o querido neto do Seu Álvaro e vai se criando no meio da gente, ou a gente vai se criando no meio dele? Aprendemos muito com esse pequeno e o carinho e afeição por ele e pela família me enchem de saudade quando me vou.
...tranquilidade de um final de tarde em um carnaval em Minas do Camaquã
...sempre aquele entardecer clássico, com o sol se pondo onde a vista se estende, as barracas coloridas e o silêncio sendo quebrado dessa vez pelas marchinhas de carnaval do cine rodeio.
...ressaca de carnaval
...duda em um boulder bem interessante de um pouco de força. eu gostei mas não consegui. fica para a próxima.
...final de tarde, hora de ir para os boulders.
Morro da Cruz, Minas do Camaquã, RS.
Cozinha na mochila
...repetindo a Feliz Páscoa 3 IV E3 (120 metros)
...e já em Caçapava do Sul, com o Berê, tomando um mate e brincando no Forte
Fabricio desfrutando

Duda concentrado
e se cair?
'vem aqui comigo?'
brincadeira de gente grande (Foto:Berê)
Floriane em móvel
cara de quem está fazendo arte em pleno centro de Caçapava
Fabricio em uma linha linda, toda em móvel, desfrutando o urban climb dos pampas
Foto: Berê
Fabrício na fenda, quase final da via
...sistema Tabajara Gehlen de recuperação de havaianas.
...eu tirando fotos e dando segue (ops) para o Duda bater a primeira chapa da segunda cordada da Feliz páscoa

Feliz Páscoa (Fotos: Moisés)
eu iniciando a feliz páscoa antes do calor nos correr para o rio (escolhas difíceis essas do feriado: escalar ou rio?)
 Por fim, voltar para a casa para iniciar o ano. Como boa brasileira que sou, só inicio minhas metas e minhas responsabilidades depois do Carnaval. Começo então na quarta feira de cinzas meus desejos e metas de 'ano novo'.  Desejo ter mais disciplina para usufruir mais depois. No que diz respeito a dinheiro, no que se refere a treinos, alimentação, frequência de escalada, livros, esforço, trabalho. E que isso reflita em viajar mais, escalar mais e ter mais tranquilidade. Ando bem satisfeita com a mudança dos meus hábitos alimentares e a incorporação de exercícios na minha rotina, além da organização financeira estar melhorando. O auto conhecimento e o yôga também têm me deixado mais equilibrada e tudo vai indo muito bem. Quem sabe não consigo evoluir mais na escalada também?
Bons ares e bons planos de felicidade a todos.

Comentários

Gil!=] disse…
fico feliz em saber que anda evoluindo... em td!!! never stop... Gil!=]

Postagens mais visitadas