Novidades na Escalada em Santa Catarina, preparando para o evento de Abertura da Temporada de Escalada, 2011, Pedra Branca

 A escalada em Florianópolis e região sempre contou com excelentes e maravilhosos lugares, além de escaladores sempre motivados, alegres e receptivos. Com diversos tipos de escalada entre boulders, escalada esportiva e tradicional, graduações diversas e tudo bem pertinho, o estado realizará agora no feriado de Corpus Christi a Abertura da Temporada 2011, na Pedra Branca, São José, que fica a poucos quilômetros de Florianópolis. E como todo o evento de Abertura de Temporada, toda a galera se mobilizou sendo na abertura de vias, limpeza de trilhas, divulgação e toda a organização para o final de semana. O objetivo desses encontros é de não só promover a escalada, integração e divertimento, como também desenvolver e divulgar setores que têm relevante importância para a atividade, ou que apresentam potencial para se tornarem novos destinos de escalada, além de promover o uso sustentável do lugar, já que, no caso da Pedra Branca, o local têm sofrido intensa degradação e mau uso, além de pouco reconhecimento da comunidade e governantes (mais informações aqui).

E dentro dessa motivação toda, os meninos aproveitam para abrir novas vias, novos projetos e escalar a la muerte. O Ricardo e o João terminaram um antigo projeto de uma nova via na Pedra Branca, chamada A La Carte, de graduação sugerida D2 7º A0 (7b A0) E2. 
A La Carte
Pedra Branca, São José
Santa Catarina 
por Ricardo Garcia 
A linha da via foi descoberta em dezembro de 2007 e deixada de canto por problemas de saúde até cirurgia no início de 2008. Depois só retomamos em 2011 apenas seja por falta de parcerias ou o empenho que exige (quem ja conquistou via clássica sabe do trampo). Então  com a Abertura da Temporada de Escalata de Santa Catarina na Pedra Branca prevista, a motivação chegou junto e  marcamos João Luiz Amorim e eu Ricardo Garcia. Saímos na noite do dia 21 Abril, feriadão de Páscoa/Tiradentes pois tínhamos  muito material para carregar. Iniciamos na manhã do dia 22 onde se juntaram também Gerson Valente, Rodrigo do Nascimento (Digão) Luciano Trevisol, Barbara Marins Pettres, Jomi Fred Hubner e Norberto Junior (serviço de base). Com a segue de João terminei a primeira cordada às 13:00 desci para almoçar e a galera da faxina começou o serviço, e também começaram a esperimentar a via.
Na semana seguinte dia 30 de Abril com segue de Gérson começamos a segunda cordada terrminada por volta das 16:00 com uma percepção do nome da via “A La Carte” por se tratar de uma linha com varias opções de variantes, inclusive a segunda cordada que tem como variante a “custela Poderosa”.
No dia 14 de Maio, com a segue do Gérson, começamos a terceira cordada já com mais agilidade, mas isto sairia caro mais tarde já que as cãibras me fizeram parar antes do tempo: os dedos fechavam e não abriam mais e era preciso manobras minuciosas para abrí-los novamente. Mesmo sobrando tempo e já tendo começado a quarta cordada por uma fenda que mais tarde veio à ser a variante “Tuninho Nitro Peack” pois a intenção era que a via fosse toda com proteções fixas, mas como a furadeira foi levada para fazer a regrampeação após eu ter feito a 3ª parada então comecei com a via em móvel que ja era prevista como variante. Neste dia Vicente Pichara Cleverson Pohlod e Daniel Souza Cotrim e Jomi faziam a faxina nas cordadas anteriores e enviavam materiais quando necessário.
No dia 28 fui com Cleverson preparado para acampar, ja com intuito de terminar a via, mas não foi possível. No sábado novamente com a segue do Gérson terminei a fenda da Variante “Tuninho Nitro Peack” bati um grampo e saí de lado para cortar caminho na linha principal,  toquei pra cima e abri mais duas chapas mas foi aí que quebrei uma agarra com o pé e machuquei minha mão na corda, não dá nada queimou mas tem que terminar, completei a quarta cordada que ficou exatamente acima da linha da variante Tuninho, faltava fazer a ligação mas eu não aguentava mais.
No dia 29 com segue de Cleverson completei as duas chapas do adianto no dia anterior e toquei mais três para cima da quarta em direção a quinta cordada, foi quando constatei que não faltava muito mas não tinha mais forças para continuar e já estava ficando tarde.
Chega então o ultimo dia de abertura, dia 11 de Junho, com segue de Gerson decidi ganhar tempo e fui por cima, desci até a ultima proteção da variante Tuninho Nitro Peack  e bati duas chapas que faltavam para ligar a variante a quarta parada. Então subi e fui até a ultima chapa e completei a parte mais tranquila da via um rampão de uns 40 metros fiz mais uma parada no meio pois já tinha três chapas da vez anterior e terminei a ultima cordada no meio da vegetação que tem no topo da Pedra Branca.
Esta via tem uma sugestão de 7º grau por pequenos lances de tal dificuldade, mas a qualquer momento se o escalador quiser se puxar em A0 consegue completar o lance sem grandes dificuldades, mas como todas vias clássicas a distância entre as proteções é maior então o escalador deve estar preparado para lances mais expostos.

Abraço, boas escaladas, esperto todos na ATM SC na Pedra Branca dia 23 a 26 de junho
Ricardo Garcia
Abrindo os trabalhos, Ricardo a segue e pouca tralha

 
...entre a 4º e 5° cordada, reunióoonn



entre 2º e 3º cordada, galera se divertindo

Ricardo no início da segunda cordada


Equipe disfrutando
Preparando as armas e brinquedinhos
Lavorando...

toca pra cima
empezando, ainda sobre a vegetação

granito bonito de dar dó
no meio do mato


entre 3º e 4º cordada
(Clique para ampliar a imagem e obtenha as infos do local)

E nem preciso dizer que eu morreria para estar com todos por aí. Santa Catarina sempre será o meu lugar de coração, o de boas escaladas, bons amigos e boas risadas, de escalar seja na beira do mar, seja no meio da mata em lugares maravilhosos como este. Sorte e sucesso no evento para essa galera do bem. Valeu Ricardo pelas informações, já sabe onde vai ter que me levar pra escalar então quando eu aparecer por aí.

Beijos e boa semana curtinha à todos.

Comentários

Postagens mais visitadas