Crumpets de ovos, minhas incursões pela culinária

Procurando o que fazer na megalópole, fui na feira do livro. Ando pensando na irresistível idéia de aprender a cozinhar. Acho tão poético, tão desafiador. Eu gosto de cozinhar. Sei fazer o básico e faço o que chamo de comida intuitiva: vou arriscando os temperos e ingredientes de que mais gosto. Mas eu queria era aprender de verdade, chefs e tudo mais. E adoro o programa do Jamie Olivier. Me delicio com suas incursões pela Itália, Inglaterra, Estados Unidos e tantos outros em que ele experimenta de tudo, fala com as pessoas, explica o que acha de tudo...Então comprei o livro "Jamie em casa, Cozinhe para ter uma vida melhor". E inspirada pelo filme Julie&;Julia (que falta de escalar hein, pela-mor-de-deus) resolvi aprender a cozinhar como forma de passar o tempo, de aprender algo mais, de ter outro propósito, outro objetivo, de vivenciar as receitas do autor uma a uma, com disciplina e dedicação. Farei, como na personagem principal do filme, todas as receitas do livro. Claro que eu não vou fazer todos os dias, eu desistiria só de pensar e engordaria muito. 
Pois bem, foi dada a largada.
No domingo e hoje comprei os ingredientes da primeira receita: "Crumpets com ovos". A idéia era fazer para os amigos, as meninas adoraram a idéia (pode deixar que vou caprichar semana que vem em Floripa) mas a primeira receita achei providencial fazer sozinha (medo). Fui caminhando até o mercado já pra gastar as calorias e aproveitar o sol do horário de verão.
Então, corajosa, separei tudo na mesa, deixei a televisão ligada, estava sem paciência pra música e ansiosa também.
Logo nessa primeira tentativa vi que não tenho disciplina nenhuma. Troquei vários ingredientes: o bacon por salsicha (poxa, bacon é sacanagem, mas acho que ficaria bom com peito de peru ou parma) e o crumpets, por beringela. Só a idéia dos ovos batidos com pimenta e sal é que ficaram como a original.

Vi a delícia de se comer algo diferente ao que a gente acaba fazendo todo dia. Ter a idéia de preparar a beringela também adorei, nunca tinha pensado nesse acompanhamento: ovos batidos e uma pimentinha vermelha. A idéia de ir lá, escolher os ingredientes, saber misturá-los também foi bom. Mas definitivamente pimenta ardida não é o meu forte. E tudo isso me lembrou rabanada, sabe, aquele pão mergulhado em leite e ovos.

Os ingredientes cuidadosamente escolhidos: orgânicos e ovos caipiras também produzidos de forma orgânica :)

A receita original, também se quiser clique aqui
 
É claro que é muito mais acolhedor ler e manusear a
receita do livro que comprei, nada de internet nessa hora :)

Picando a pimenta ardida. Não esqueça do conselho de sua mãe de
não colocar a mão no olho. Claro que enquanto eu cozinhava,
conversava no telefone com as amigas. E claro que coloquei a mão no olho.
Talvez por isso eu fiquei odiando a pimenta.

Gran finale com estilo. Eu adorei. Ainda nem
perto do Jamie, nem da Julia mas não é esse o objetivo, claro.
E claro também que amanhã vou ter que correr muito para perder as calorias.
Beijos a todos, boa semana e semana que vem em Floripa OBA!



Comentários

Neila Carvalho disse…
Olá, achei o seu blog procurando na internet a definição de crumpets...rs. Pura ignorância! Também comprei este livro do Jamie. Adoro os programas dele e estou tentando melhorar minha alimentação e fazer algo diferente mesmo não sendo tão saudável. Fez alguma outra receita do livro?
Alessandra disse…
Oi Neila! Não consegui seu e-mail para responder, então, espero que vc volte por aqui!!
Que bom que vc também está empolgada na arte culinária. Conseguiu fazer o crumpets? Eu queria achar esse livro da Julie&Julia que falei no post, vc sabe onde encontrar? Bjo, apareça por aqui

Postagens mais visitadas