Descobrindo os Conglomerados de Minas do Camaquã

O Distrito de MINAS DO CAMAQUA fica na cidade de Caçapava do Sul, Rio Grande do Sul, a 300km
de Porto Alegre. O acesso se dá pela BR-290 (220 Km) , pegando a BR-153 (52 Km) e finalmente pela RST-625 (26 Km). Minas foi criada pela exploração de cobre na região pela Companhia Brasileira do Cobre- CBC, uma empresa de mineração que, com sua atividade, desde 1942 foi dando início as primeiras
construções que serviam de infra-estrutura a empresa, além das casas que originaram as primeiras vilas. A mineração está prevista para ser retomada em 2010, mas enquanto isso, o pequeno povoado oferece tranquilidade, boas conversas e paisagens belíssimas.E pra quem gosta, muitas escaladas. Pedra pra todo lado mesmo. São diversos conjuntos, de conglomerados e arenitos conglomeráticos com grande potencial de vias. Os escaladores locais há mais de dez anos frequentam as minas e são da região de Caçapava do Sul e Porto Alegre, também de outras cidades do Rio Grande do Sul, inclusive aqui de Pelotas. E passar o feriado lá foi bom demais não só pelas pedras mas principalmente pelo lugar ser de uma energia gostosa, um ar de interior, pitoresco, mercadinhos, estrada de chão, ponte, rio, o amigo Tibiriça, e a Pousada da Dona Guacira, boulders e Seu Álvaro, claro. Seu Álvaro é quem recebe a galera já há muitos anos, já que a Pedra da Cruz, principal setor de escalada com maior número de vias, fica no seu quintal. Ficar escutando os causos dele ese sentir tão em casa num acampamento, realmente não tem preço. Eu decidi viajar em cima da hora, já que a chuvinha na sexta não dava trégua. Tudo certo, nada combinado, falei com a galera de Porto
que fazia horas queria rever: Vanessa, Seco e Moisés e fui ao encontro do meu amigo Berezito, o Iuberê Machado, que junto com seu pupilo Artur e seu fusca o "Fudêncio" me pegaram no sábado de manhã carregaaadooosss de equipo em Santana da Boa Vista. De lá levamos 2h pra percorrer os 30km de terra/buracos e já encontramos o pessoal na pedra. Compramos a comida, armamos o acampamento e deu ainda pra conhecer toda a cidadezinha, conversar com os amigos do Berê (grandee Tibiriçá) e, já tarde pra escaladas, curtimos o fim de tarde com a galera. Já no segundo dia eu estava preguiçosa para as escaladas, todo mundo curtindo o slack, tomando um mate e contemplando a pedra que fica de frente para onde estávamos. Ali. Nem 5min de caminhada. Me animei para uns boulderecos com a Vanessa perto do rio, passando trabalho em um ainda e ,encordada, o que foi pior. Definitamente o final de semana era pra contemplação. Os meninos ainda armaram o slack line no rio mas ficou tarde pra eu tentar, digo, pra cair na água rsrsr. Pra completar a noite se estendeu em conversas até tarde e cervejinhas na Pousada BellaMina o que impossibilitou qualquer reação para as escaladas. Uma vergonha. Acordei cansada e com dor de cabeça, botei a mochila, pensei, vivaaaaa a neosaldina, fui pra rocha. Chegando lá, olhei a chaminé (Melhor Impossível, 6º ), olhei a via Corridas de Bagé (7a), uma saída boulderística e o resto me pareceu factível
(não fácil, fazível), agarrinhas e equilíbrio. A Vanessa guiou a chaminé, via longa e um pouco exposta, via do Berê, com a segunda cordada meio punk. Eu pensei no meu enjôo, na minha cabeça, e que não ia querer ficar entalada na chaminé, me ralando por entre aquela fenda enorme. Tentei a 7a mesmo e nao
consegui sair do chão. Quase voltei pra fendinha dos boulderecos, mas já era tarde.
Chateada, fui desarmar o acampamento porque a chuvinha já vinha anunciando o grande temporal
que ia cair sobre a nossa cabeça. Depois de tudo desarmado, foi pegar a estrada pra
Caçapava do Sul, com o Artur e Berezito. A fusqueta se comportou tri bem, inclusive comigo na "pilotagem", quase conseguindo escapar dos buracos. Ainda deu pra conhecer o
Forte Dom Pedro II, de 1777, e comer um lanche antes de ir pra Pelotas, cansada, descabelada,
molhada da chuva, sem ter escalado praticamente nada, mas feliz. Pra quem não conhece, nunca ouviu falar, tem que ir. Eu quero voltar sempre. E pra quem não quiser acampar tem a opção maravilhosa da Pousada BellaMina, da D.Guacira e do seu marido Pavão. Também fica na cara do gol pra escalar, depois da pontezinha na direção da Pedra da Cruz. A Guacira é uma senhora muito gente boa, receptiva, super amável, e junto com seu marido recebe pessoalmente todos que ficam em sua pousada, desde os pesquisadores das empresas de mineração, turistas, montanhistas e ufólogos (a cidade é famosa na ufologia por seu Projeto Portal e vários registros de aparecimento de OVNIs). É natural
das Minas,apesar de ter morado em Santa Maria um tempo, voltou pra dar continuidade a um projeto seu de desenvolvimento do turismo na região, com sua motivação e empreendedorismo. Ficar na sua pousada é conhecer um pouco mais das Minas, sua cultura e receptividade. Pra
reservas (é importante reservar tá sempre cheio) email: bellamina.bellamina@hotmail.com;
lgmtpavao@terra.com.br Orkut: bellamina
restaurante e pousada Telefones: (55)
9643-8818 / (55) 9159-6203 (55)
3217-8010(Santa Maria) (55) 3897-1034(Minas do
Camaquã)Guacira e/ou Paulo Pavão ou ainda pelo
site
html




Poderiam ser Objetos Voadores não Identificados, segundo a crença local e dos projetos de Ufologia desenvolvidos em Minas, mas são só as luzes do povoado observados do Morro da Estrela



A querida Guacira Paixão, da Pousada BellaMina que nos acolhe com suas boas conversas e contos das Minas do Camaquã

Tibiriçá e Potyra acompanhando as escaladas

Conglomerados, é aí que eu me refiro

Henrique e Eliane, escaladores e alunos do Moisés, na "Corridos de Bagé" 7a

Vanessa e Seco voltando do climb

Olha que cosa lindaa. E esta era a vista da barraca, é mole? Acordar e: bem, acho que vou fazer aquela via talvez a da esquerda... hehe

Luxo de acamps, com cusco e tudo


Seu Álvaro em miniatura, Gustavo.

Comentários

Prezada alessandra, para saber mais sobre as minas do camaquã, acesse o site www.cemamc.com.br da confraria dos Ex-Moradores e amigos das Minas do Camaquã.
adorei o seu blog, grande abraço.
Alessandra disse…
Obrigada pela dica! Também sugiro o site www.visiteminasdocamaqua.com.br que traz um link para o seu site e foi de onde tirei parte das informações! Boa semana!
Luane Mondin disse…
alê :) adorei as fotos ! essa viagem parece ter sido maravilhosa!! li todo o post e adorei ! pra variar, acabei viajando junto :D hehehe agora quero saber detalhes a parte ;) hehehe beeijão

Postagens mais visitadas