O ego negativo

O céu rosa da Pedreira

What about a cup of wine?

Minha amiga Beta e eu



Será que é estranho querer essas ferragens de presente de aniversário? Será que meus familiares entenderiam? hehehe



Meus amores.


Beta mimando a Roca e explicando pra ela que é feio comer cocô



Essas meninas valem ouro!!!!






Beta na Canguaçu



O segundo dia também foi bom...




Esse final de semana foi de grandes vivências e grandes leituras. Não saí do lugar não, escalei e fiquei em casa, mas viajei nos meus livros e internet. Li alguns artigos de escalada em blogs e sites, discutindo acerca da competição entre os escaladores, da postura e do ego inflado. E também me questionei sobre como nos importamos com tanta coisa, querendo agradar todo mundo, querendo estar sempre melhor e melhor em tudo. Nossa, isso desgasta muito e por vezes entristece. Resolvi postar então um texto maravilhoso que reflete um pouco sobre desfazer o ego negativo. Que é o que causa essas emoções de criticarmos a nós mesmos e criticarmos os outros. De lidar com a inveja, raiva etc.




"Saiba como se livrar do ego negativo
Por Emilce Shrividya Starling


O ego é o conjunto de nossos padrões mentais. Pode ser positivo ou negativo, nosso amigo ou nosso próprio inimigo. O ego positivo é composto de pensamentos positivos, de sentimentos como aceitação, paciência, compaixão, bondade, humildade, gratidão, alegria de viver e entusiasmo.
O ego negativo é composto dos venenos da mente como:
desejo, raiva, culpa, apego, ambição, ciúme, inveja, paixão,orgulho, medo, preocupação, ódio de si mesmo.Precisamos aprender a lidar com esses inimigos internos, identificando-os dentro de nós. Muitas vezes negamos essas emoções e ficamos mais presos e amarrados a elas. Através da prática do yoga, da contemplação, da meditação, da observação da mente, vamos aprendendo a lidar com esses venenos do ego, podendo assim superá-los.
Vamos purificando o ego negativo e tornando-o positivo.
Isto não acontece da noite para o dia. Temos que desenraizar o ego e este é o processo do yoga que nos liberta da tirania do ego.Nós sabemos que este processo está acontecendo, quando notamos que somos capazes de aceitar críticas sem ficarmos com raiva ou tristes. Sabemos que estamos nos libertando do ego negativo quando não temos que justificar tudo. Quando não ficamos comparando, julgando ou nos diminuindo. Quando não sentimos mais inveja ou ciúme. Ou quando não guardamos mais mágoas das pessoas que nos ignoram ou ofendem.Com a prática constante do yoga, o ego vai se tornando menor e menor e paramos de nos identificar com nossas limitações.Desta maneira podemos experimentar nossa própria grandeza interior e ter a experiência da paz interior.
É importante identificar o ego negativo para podermos nos
libertar dele.Estamos no ego quando estamos sérios e preocupados. O ego nos faz agir com seriedade, com ansiedade e medos. Agimos compulsivamente. Ficamos presos a hábitos antigos e condicionamentos. Ficamos presos ao que os outros pensam sobre nós. O corpo fica tenso e rígido. Não sentimos contentamento, nem nos sentimos à vontade com os outros. Temos dificuldade em dizer não, pois achamos que temos que fazer algo para as pessoas para manter a amizade delas.Algumas pessoas exigem perfeição de si mesmos e dos outros. Têm o vício de trabalhar, permanecendo tão ocupadas, que não conseguem saborear a vida e nem se sentir bem
com as coisas que fazem. Ficam na defensiva. Não admitem nenhuma crítica, mesmo sendo construtiva, e se tornam irritadas, com raiva. Como têm tal necessidade de serem perfeitas e se envergonham de não conseguir isso, não podem
permitir que alguém diga que fizeram algo errado. Guardam pilhas e pilhas de culpa, de cobranças e incertezas. Fogem de se relacionar com as pessoas. Elas encontram muitas maneiras de se punir, como comer demais ou de menos, imaginar cenas futuras difíceis ou ficar relembrando sofrimentos passados.
Criam várias cenas com “se” e vão gerando medo dentro delas
mesmas. E depois, não entendem nem descobrem de onde surgiu tanto medo. Elas precisam parar de agir assim e compreender que são pessoas boas. Não há nada de errado com elas. Se por acaso fizeram algo errado, tudo bem; aprendam e façam agora o melhor que puderem.É muito importante nos respeitar e aceitar. Parar de nos culpar e de nos fazer de vítimas. Precisamos ser carinhosos, gentis
e bondosos conosco.Quando não estamos atolados no ego, vivenciamos tudo com tranqüilidade, alegria e bom humor. Encontramos equilíbrio entre a responsabilidade e a leveza de
espírito.Como disse, certa vez, Baba
Muktananda, um mestre do yoga: “O
ser humano não é a criatura inadequada que
pode parecer. Ele é sublime e
somente se prejudica porque não está consciente de
seu próprio valor e dignidade”. Ele sofre porque pensa quenão é bom o suficiente.

Leve essa nova
conscientização para sua vida. Viva com a consciência: “Eu tenho valor. Eu sou digno e merecedor. Eu sou o Ser interior”. Transforme-se para melhor. Fique em paz! Namaste! Deus em mim saúda Deus em você! "

Pra terminar uma pequena observação da Lama Tsering Everest, quem me deu a minha iniciação no Budismo e quem eu admiro imensamente e para sempre.


"Os venenos da mente são divididos em três categorias principais. A primeira é o apego ou desejo, que inclui o ficar preso física ou mentalmente a pessoas, objetos e fenômenos. A segunda é a raiva, que significa rejeitar, não querer, afastar algo de você. O terceiro é a ignorância, que significa não ter uma noção clara da vida, não compreender a natureza verdadeira das coisas.Estes venenos agem de maneira interdependente. O que ocorre é que, quando não temos uma visão real da vida, acabamos criando desejos e apegos. E quando não conseguimos o que queremos, criamos aversão e ficamos com raiva.Os venenos da mente agem como toxinas, criando energias mentais negativas.Estas energias são expressas em nossas ações, palavras e pensamentos, causando umsofrimento cíclico, em cadeia, que se repete infinitamente".




BOA SEMANA À TODOS!


Comentários

Parofes disse…
É isso aí, boa semana para todos nós!
Que máquina vc usa pras fotos? isso é efeito? Não entendi kkkkk
bjs
Alessandra disse…
Não é a máquina não é a pobreza kakaka
To tirando foto com o celular acredita??Aí dei uma photoshapada de leve.Não foi nem photoshop foi picasa mesmo,pq nao manjo mto.E como vão as montanhas por aí?Grande beijo!
Anônimo disse…
Hola bebe, como estas hace tiempoooooooo que no hablamos :S
Veo que estás muy bien, escalando esto es lo importante..por acá tengo el pié con una fractura de la puta madre :( Pero bueno, hay que hacer la fisioterapia y todo lo demás, y después de esto volver a las montañas...:) Te extraño mi bonita", asi como tu sonrisa :) besos besos Dani
Parofes disse…
kkkkkkkkkkkkkk............
As montanhas??? Molhadas!
Se o tempo ajudar no próximo fds vou ao Paraná de novo, dar uma dormidinha no PP e ver o sol nascer!
Luane Mondin disse…
aah alê, tu não sabe o quanto foi bom ter te conhecido! tu é uma pessoa maravilhosa ! muito obrigada por tudo, pelo insentivo, pela parceria, pela paciencia, enfim, obrigada mesmo ! e tamo ai parceira, arranjando mais e mais histórias pra contar ! hehehe um grande beijo

Postagens mais visitadas