Viaduto do CIC parte II

Francisco Brasil "Sem Noção", o idealizador do Viaduto


Realmente uma grande perda de um projeto de tanta dedicação e amor ao esporte. O site Alta Montanha publicou hoje uma matéria sobre a retirada das agarras do viaduto do CIC conforme post meu anterior (fiz um furo de reportagem, kkk). Vale a pena ler e ver os comentários para juntos pensarmos se não uma solução, uma maneira deste ocorrido ser o pontapé inicial de uma mobilização/motivação ao esporte em Santa Catarina. Ânimo galera. Nada de chorar o leite derramado (lamber talvez), mas identificar os problemas e fragilidades de nossa Associação e de nós como escaladores, o que cada um pode contribuir. O que vamos fazer com os lugares que sobraram? Morro da Cruz, Barra da Lagoa, Pedra Branca, Pedreira do Abraão, Ribeirão da Ilha...temos muito o que fazer e muito o que se preocupar. Buscar ajuda de fora (São Paulo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Paraná), que possam nos orientar, dar idéias, emcabeçar certos projetos. Talvez descentralizar um pouco a escalada em SC, todos os projetos, iniciativas e tomadas de decisões ficam na mão de um ou dois, acho que isto enfraquece, desmotiva e intimida. Bem, já me estendi muito (me emocionei rsrsr), fiquem à vontade para usar este espaço para discussão. E KEEP ON CLIMBING, claro!

Comentários

Carlos disse…
Não tinha notado que tinha agarras no viaduto. Que pena,né.. Tomara que consigam arrumar um lugar para fazer escalada ;)
JANINE CARDOSO disse…
Cara colega,
Primeiramente obrigada pela sua visita em meu blog.
'Descentralizar' é uma palavra falada também em outros estados... hehe...todos buscam união nacional em diferentes aspectos do montanhismo. Não tenho dúvida que cada federação estadual faz o que pode para 'manter' a ordem e as condições da prática do montanhismo no que lhe cabe...E ninguém disse que é fácil...Porém, neste caso específico, tenho alguma dúvidas: as agarras estavam em um viaduto público, e foram colocadas sem autorização, certo? Bom, por mais triste que seja, a prefeitura não aprovou a ação, seja ela taxada de cruel ou apática aos esportistas... essa é a dura realidade. Logo, cabe aos interessados apresentarem um projeto à prefeitura ou ao órgao competente para que a parede pública seja reconstruída de forma mais organizada, mostrando os benefícios,,, infelizmente, tratando-se desse tipo de ação e de política, temos que racionalizar, ser menos impulsivos, e negociar. Espero que vcs consigam reativar a parede de forma legal, evitando assim, também, a instalação de mendigos em baixo da ponte... Parabéns pelos seus textos, boa sorte e boas escaladas. Beijo,
Janine
gibara disse…
Eita pourra!

Não bastasse a chuva impedindo de escalar, agora não tem mais lugar pra treinar também?

Mas vocês também foram pouca-prática, hein!? Nós perdemos nosso ginásio de escalada por falta de proatividade também =/
Yuri disse…
Oi, Alê!

Pois é, eu li a notícia por aí também... e vou meio que no barco da Janine. Acho que o maior problema foi não ter pedido uma autorização escrita da prefeitura. Você mesmo disse que isso poderia um dia acontecer, e bom... aconteceu, infelizmente. Pareceu um lugar super-hiper-ultra divertido e espero que apareçam mais e mais como este mas que eles tenham todo um respaldo legal da comunidade, assim evitam tais infelicidades no meio do caminho.
Mas não fique triste não, tenho certeza que isso pode é fortalecer os escaladores daí!

Um super beijo!!!
Yuri

P.S.: Não se preocupe nunca mais com o carregamento da sua página. Pode botar todas as fotos que você quiser, tá carregando bala! ;-)
Anônimo disse…
Texto estonteneante neste blog, post assim demonstram valor ao indivíduo que analisar nesta página :/
Realiza muito mais de este blogue, a todos os teus cybernautas.

Postagens mais visitadas