Patagônia

Parque Nacional, Ushuaia, Patagônia Argentina
Neste dia de (humpft) chuvaaa resolvi organizar meus CDs, fotos etc e organizar minha viagem de final de ano, enfim, passar o tempo. E sei que no final do ano uma galera vai pra Patagônia escalar, e achei nos meus arquivos vários textos com impressões minhas e dicas. Achei no mínimo divertido e divido essas dicas com vcs.



Dicas se você for viajar para Patagônia:
- Leve uma barraca você nunca sabe se vai precisar de uma, e, acredite, você vai precisar, mesmo que esteja planejando ficar em hosteling ou hotel, há vários lugares lindos para se acampar, com uma infra bem legal, e vc vai estar preparado;
- Leve suas coisas na mochila (sim, uma mochila, nem pense em levar mala de rodinhas, e acredite, há quem leve) todas embaladas em plástico (tudo bem, yanick, você venceu, eu admito que é o ideal). Chove muito no verão patagônico e você acaba molhando sua mochila e roupas molhadas no frio não é legal (brrrrrrr);
- Também separe um saco plástico para você organizar documentos e papéis (suzana, copiei de vc essa, ela ficava hoooras arrumando seus papéis, bj querida). E muito fácil perder, um montão de coisa em espanhol, é imigração, passagens, declaração de bens como computador...geralmente vc compra a passagem (billete) de ida e volta no mesmo papel, aí claro, eu sempre perdia. Também perdi a declaração do compu e o documento de imigração. Tá, tudo bem, eu sou um exagero, mas pode acontecer. E é aí que a gente vê que tem um jeitinho todo brasileiro de resolver as coisas...
- Tenha um isolante (aislante) decente, não um que você comprou no Chuí a 10 reais (ops!)
- Leve uma roupa legal para uma baladinha básica, acredite há vários pubs legais, não pense que você só vai fazer treeking no fim do mundo. Além do mais o homem da sua vida pode estar no fim do mundo também, hahahaha.
- Não coma em restaurantes etc. É tudo muuuuitoooooo caro. Vá a rede de supermercados Anônima que tem em toda patagônia e faça suas compras, todo hosteling tem cozinha e é um momento de descontração com a galera, todo mundo chegando dos passeios, trocando informações, muito massa (Dror, você ainda me deve o omelete israelita). Não esqueça de comprar um mate para entrar no clima. Se você não for vegetariano, aproveite e coma bastante carne, a carne argentina é maravilhosa (huumm milanesas);
- Prove chá (té) com leite. É nojento, mas é tão característico que vale a pena (blllerrrghhhhhh);
- leve um talco anti-chulé (ahahahahah essa é boa);
- leve uma mochilinha pequena para qdo for fazer treeking (ah não vou entrar nessas dicas básicas de treeking);
- vista-se como uma cebola (outra diquinha básica), é que vc vai estar passando frio, mas vai caminhar e vai sentir calor, aí é só ir tirando,tirando...;
- fique em hosteling ou casa de família (primeira opção é mais show ainda, porque tem muitaaa gente interessante), principalmente se vc estiver viajando sozinho;
- se vc tem notebook e tem como levá-lo, faça-o. Eu adorei, porque, todo hosteling tem wi-fi, eu baixava as fotos direto, não me estressei com cartão de memória ou gravar cds das fotos dos outros...fora que, quando vc tem o vôo para daqui a oito horas como eu, isso pode ajudar...
- não esqueça de levar um cadeado (condado), para deixar suas coisas no hosteling, ou para fechar sua mochila...Eu perdi o meu (eu, perder coisas?), mas me foi muito útil;
- seja descolado(a), ouse, faça programas diferentes, quando o convidarem, faça, aproveite as diferentes culturas, diferentes oportunidades para você viver novas experiências. Vale jantar israelita para comemorar feriado, navegar de noite pelo Canal de Beagle para buscar um barco espanhol, ficar na casa de uma família, caminhar 12h só para ver o Fitz Roy... só não precisa acampar com zero graus no Parque Nacional com dia de chuva e barraca de verão (valeu Yanick, pela parceria, ah, detalhe, fomos até o parque nacional pedindo carona!!!! Ainda ganhamos tour grátis, gracias Santiago);
- visite museos, parques nacionais, exposições...na hora pode parecer chato no meio de tanta coisa, mas Ushuaia tem vários acontecimentos, como a Bienal do Fim do Mundo, que foi veiculada em toda mídia, eu fui, estava lindo de morrer, mas custei a convencer o resto da galera, quem foi não se arrependeu;
- Lugares que você não pode deixar de ir: El Chaltén (escaladores, proibido não ir!!), Glaciar Perito Moreno (é chato ir até lá, ônibus, barco, caro pra caramba, mas vale qualquer esforço, é de tirar o fôlego), Glaciar Martial (Ushuaia, vá e suba de aerosilla, vale a pena, eu vi neve, eu vi gelo, tudo, lindo), Parque Nacional (sendero/trilha Ganaco e Hito são as mais bonitas), acampe se quiser, mas não num dia de chuva. Deixe para acampar em Chaltén que é mais astral, Torres del Paine (todo mundo sabe que é show, fica a dica), Bariloche pra quem gosta de agito, snowboard e kitesurf também.
Não deixe de comer o chocolate da confiteria Laguna Negra e também não deixe de comer Calafate. É que, diz a lenda que, se você come Calafate você tem grande probabilidade de voltar para Patagônia...quem arrisca?

Comentários

Ciça disse…
Opa! Essas dicas são otimassss! Adorei seguirei todas as medidas de segurança p n perder nada,rsrsrs. Mto boa essa dos sacos!
Bjks!
gibara disse…
Poutz... queria deveras conhecer a Patagonia.

Acho que esse fim de ano vou passar no Cipó... bem mais barato, hahaha.
Alvaro Alvares disse…
Boas dicas, ainda quero dar uma volta pela Patagonia.

Postagens mais visitadas